Xadrez01b - ArteEducarJun15

Seguindo em frente a 16 anos!
Ir para o conteúdo
Como Fazer > Jogos > Xadrez

XADREZ II

Material:
(A relação fornecida abaixo está descrita em partes para facilitar a produção na quantidade que será necessária para o trabalho com os alunos).
Cuidados e Sugestões
(Para que se obtenha bons resultados é necessário alguns cuidados e este quadro tem esta função, pois além dos cuidados com o produto também existe o cuidado com os alunos. Algumas receitas exigem o uso de fogo, produtos químicos, ferramentas elétricas, entre outras possibilidades, e elas poderão causar acidentes).
  • Papelão (caixas desmontadas).

  • Tinta a base de água (acrílica é a mais indicada), duas cores contrastantes ou Preto & Branco (P&B).

  • Pincel: 1 roliço nº 0 e 1 chato nº 6 ou 8.

  • Pote plástico para diluir a tinta.

  • Água para diluir a tinta limpa.

  • Potes, com água, para lavar os pincéis.

  • Estilete (usado pelo professor).

  • Tesoura sem ponta.

  • Cola Branca.

  • Régua e um esquadro.

  • Opcional: Plástico adesivo transparente, 1 metro.

  • Opcional: Pedaço de feltro para colar na base da peça.

  • As figuras escolhidas poderão ou não estar associadas ao nome comum das peças de xadrez.

  • As peças poderão ser produzidas a partir de formas geométricas ou sólidos geométricos, ou ainda, formas abstratas.

  • Numa aula de Ciências, por exemplo, podemos associar a peça Rei a um animal, como o leão, a rainha à leoa; o bispo = pombo; cavalo = cavalo; torre = cobra; peões = arara.

  • Um professor de História poderá montar cada uma das peças associadas a um personagem de uma determinada época da História Humana.

  • O professor de Geografia poderá trabalhar por exemplo o movimento, como, sentido, direção, longitude, latitude, o mesmo cabe à disciplina Matemática.

  • O estudo das formas geometrizadas, volumes, peso, massa tamanho, proporção poderá ser trabalhado pelas disciplinas, Português, Matemática, Artes, Ciências etc.

  • Cada peça poderá ser associada a uma dos personagens da História Egípcia, por exemplo: Rei = Faraó; Rainha = Rainha; Bispo = Sacerdote; Cavalo = Cavalo; Peões = Soldados.

  • As regras do jogo poderá ser mudada para atender às necessidades da construção do conhecimento de Cada uma das Áreas do Conhecimento.

  • Da maneira que o Xadrez foi criado já possui elementos de estudo em qualquer uma das Áreas do Conhecimento. Ele é um jogo de estratégia, astúcia, raciocínio, abstração, reflexão etc.

  • Quando uma peça é conquistada é recomendado adotar o nome captura e não comer.

  • As regras permitem um estudo das leis e qual é a sua importância para a sociedade, quando elas são apenas para privilegiar um grupo dominante, para a dominação ou para a integração social.

  • O aluno poderá produzir as peças e o tabuleiro bem pequeno ou até mesmo gigante para uso em espaços abertos.

Como já foi descrito, nosso objetivo é a reflexão e um trabalho a partir de projeto, por este motivo este item, “Ato Pedagógico” irá descrever uma maneira de trabalhar com a receita disponibilizada a partir de um projeto. 

Pré-produção (Antes)

1. O trabalho realizado nesta fase é o determinante para as demais no que se refere ao interesse e necessidade. O aluno deverá ser motivado à pesquisa, discussão, análise, conclusão e crítica. Livros, publicações periódicas e a Internet são fontes muito interessantes para a pesquisa.
A participação do aluno em entrevistas, debate, palestra com um jogador é um bom caminho. O aluno poderá fazer, individualmente ou em grupo entrevistas com pessoas da comunidade escolar, do bairro etc.
Uma pesquisa estatística sobre o Xadrez é muito interessante e que não seja restrita à escola. Os dados devem ser computados e tabulados por todos alunos.
Nesta fase o aluno poderá fazer pesquisa individualmente, mas em um determinado momento elas deverão ser compartilhadas e discutidas.

Produção (Durante)

2. Simultaneamente à confecção das peças é importante que seja trabalhada a regra do jogo, sendo ela a oficial ou uma reescrita pelos alunos. É importante também que o aluno em algum momento seja apresentado às regras oficiais para comparar com a sua e o grau de complexidade, possibilidades.
Outro aspecto a ser discutido e pesquisado é a importância do reutilização ou reaproveitamento de material considerado sucata e até mesmo lixo.
Discutir com os alunos a organização de uma exposição, palestra, congresso, torneio etc.
Outra possibilidade importante é a organização de grupos de alunos para um trabalho junto à sua comunidade usando os tabuleiros e peças produzidos por eles próprios. Neste projeto a comunidade poderá ser orientada para a produção de peças e tabuleiros de forma artesanal e comercializá-los em feiras comunitárias. Desta forma estaremos gerando uma fonte de renda.
O aluno poderá produzir tabuleiros e peças gigantes para exibições públicas, seja na escola ou fora dela.

Pós-Produção (Depois)

3. A realização de exposição, palestra, debate, conferência, congresso, com a organização da comunidade escolar e com a participação direta aluno nestes eventos, não apenas como espectador, mas como fonte de informação (palestrante, debatedor, mediador etc.). Estes eventos deverão ser abertos à comunidade escolar, autoridades educacionais, à comunidade em geral, imprensa, integrado com outras unidades escolares públicas ou privadas, entre outras possibilidades.
O jogo de xadrez poderá ser levado à instituições como asilos, hospitais, creches, orfanatos, com o aluno ensinado e jogando com as pessoal destas comunidades.

PROCESSO (FASE A)
Tenha todos os materiais em mãos antes de iniciar o trabalho.

1. O nosso jogo será produzido com imagens (Clip-arts) de computador criados pelo responsável deste Portal.

2. Nota: Forma livre, não há proporção. Peças em tamanhos variados  de acordo com a figura ao lado ( unidade de medida utilizada é o cm).

3. A medida da largura é de 3 cm para todas as peças exceto o Peão que é de 2,6 cm.

4. É importante que o aluno use esquadros e régua, ou ainda, compasso para a planificação da peça. Distribuir a planificação impressa apenas para crianças muito pequenas, permitindo o recorte. Os demais deverão trabalhar com esquadros e régua.

5. Mudam apenas as medidas "A" e "D".

6. Mudam apenas as medidas "A" e "D".

7. Aguardar a secagem antes de colar a figura. A montagem é igual para todas as peças, só o tamanho delas é que variará. Pintar 16 peças com em preto e as outras 16 em branco ou usar duas cores contrastantes. Cada lado possui 1 rei, 1 Rainha, 2 Bispos, 2 Cavalos, 2 Torres e 8 Peões.


8. Aguardar a secagem antes de colar a figura. A montagem é igual para todas as peças, só o tamanho delas é que variará. Pintar 16 peças com em preto e as outras 16 em branco ou usar duas cores contrastantes. Cada lado possui 1 rei, 1 Rainha, 2 Bispos, 2 Cavalos, 2 Torres e 8 Peões.

9. Desenhar a forma desejada para cada peça.

10. Recortar acompanhando a forma desenhada.

11. Pintar cada uma das peças, um conjunto com cor mais escura ou preto e, outro conjunto com cor mais clara ou branco.

12. Pintar cada uma das peças, um conjunto com cor mais escura ou preto e, outro conjunto com cor mais clara ou branco.

POROPOSTA II

1. A medida da largura é de 3 cm para todas as peças exceto o Peão que é a de 2,6 cm. É importante que o aluno use esquadros e régua, ou ainda compasso para a planificação da peça. Distribuir a planificação impressa apenas para crianças muito pequenas, permitindo o recorte. Mudam apenas as medidas "A" e "D".

2. Desenhar a forma de cada peça e em seguida juntar as partes, sem colar e recortar.

3. Colar as áreas internas horizontais.

3. Aguardar a secagem antes de pintar as peças. A montagem é igual para todas as peças, só o tamanho delas é que variará. A pintura será da mesma maneira da receita da "Opção I". O processo de montagem é o mesmo nas duas opções (I e II) para as demais peças. No item dois a quantidade total de peças, cada lado possui: 1 rei, 1 Rainha, 2 Bispos, 2 Cavalos, 2 Torres e 8 Peões. Após a colagem e secagem é possível cobrir a peça com plástico adesivo transparente e na parte inferior feltro.

Voltar para o conteúdo