Xadrez01a - ArteEducarJun15

Seguindo em frente a 16 anos!
Ir para o conteúdo
Como Fazer > Jogos > Xadrez

XADREZ I

Material:
(A relação fornecida abaixo está descrita em partes para facilitar a produção na quantidade que será necessária para o trabalho com os alunos).
Cuidados e Sugestões
(Para que se obtenha bons resultados é necessário alguns cuidados e este quadro tem esta função, pois além dos cuidados com o produto também existe o cuidado com os alunos. Algumas receitas exigem o uso de fogo, produtos químicos, ferramentas elétricas, entre outras possibilidades, e elas poderão causar acidentes).
  • Papelão (caixas desmontadas)

  • Duas Fotos iguais que possam ser usadas para representar cada uma das peças do Xadrez.

  • Os Peões podem não ter imagem ou fotocopiar ou escanear (e imprimir) uma imagem oito vezes.

  • Estilete (usado pelo professor).

  • Tesoura sem ponta.

  • Cola Branca.

  • Régua e um esquadro.

  • Opcional: Plástico adesivo transparente, 1 metro.

  • Opcional: Pedaço de feltro para colar na base da peça.

  • P/ o Tabuleiro


  • 01 folha de papel cartão ou papelão medindo 35 x 35 cm.

  • Dois tubos de tinta (P&B ou de cores contrastantes) e solvente.

  • Vasilha para diluir a tinta.

  • Pinceis: um chato nº 12 e um roliço nº 0 ou 1.

  • Opcional: Pedaço de madeira e substituição ao papelão e papel cartão.

  • As figuras escolhidas poderão ou não estar associadas ao nome comum das peças de xadrez.

  • As peças poderão ser produzidas a partir de formas geométricas ou sólidos geométricos, ou ainda, formas abstratas.

  • Numa aula de Ciências, por exemplo, podemos associar a peça Rei a um animal, como o leão, a rainha à leoa; o bispo = pombo; cavalo = cavalo; torre = cobra; peões = arara.

  • Um professor de História poderá montar cada uma das peças associadas a um personagem de uma determinada época da História Humana.

  • O professor de Geografia poderá trabalhar por exemplo o movimento, como, sentido, direção, longitude, latitude, o mesmo cabe à disciplina Matemática.

  • O estudo das formas geometrizadas, volumes, peso, massa tamanho, proporção poderá ser trabalhado pelas disciplinas, Português, Matemática, Artes, Ciências etc.

  • Cada peça poderá ser associada a uma dos personagens da História Egípcia, por exemplo: Rei = Faraó; Rainha = Rainha; Bispo = Sacerdote; Cavalo = Cavalo; Peões = Soldados.

  • As regras do jogo poderá ser mudada para atender às necessidades da construção do conhecimento de Cada uma das Áreas do Conhecimento.

  • Da maneira que o Xadrez foi criado já possui elementos de estudo em qualquer uma das Áreas do Conhecimento. Ele é um jogo de estratégia, astúcia, raciocínio, abstração, reflexão etc.

  • Quando uma peça é conquistada é recomendado adotar o nome captura e não comer.

  • As regras permitem um estudo das leis e qual é a sua importância para a sociedade, quando elas são apenas para privilegiar um grupo dominante, para a dominação ou para a integração social.

  • O aluno poderá produzir as peças e o tabuleiro bem pequeno ou até mesmo gigante para uso em espaços abertos.

Como já foi descrito, nosso objetivo é a reflexão e um trabalho a partir de projeto, por este motivo este item, “Ato Pedagógico” irá descrever uma maneira de trabalhar com a receita disponibilizada a partir de um projeto. 

Pré-produção (Antes)

1. O trabalho realizado nesta fase é o determinante para as demais no que se refere ao interesse e necessidade. O aluno deverá ser motivado à pesquisa, discussão, análise, conclusão e crítica. Livros, publicações periódicas e a Internet são fontes muito interessantes para a pesquisa.
A participação do aluno em entrevistas, debate, palestra com um jogador é um bom caminho. O aluno poderá fazer, individualmente ou em grupo entrevistas com pessoas da comunidade escolar, do bairro etc.
Uma pesquisa estatística sobre o Xadrez é muito interessante e que não seja restrita à escola. Os dados devem ser computados e tabulados por todos alunos.
Nesta fase o aluno poderá fazer pesquisa individualmente, mas em um determinado momento elas deverão ser compartilhadas e discutidas.

Produção (Durante)

2. Simultaneamente à confecção das peças é importante que seja trabalhada a regra do jogo, sendo ela a oficial ou uma reescrita pelos alunos. É importante também que o aluno em algum momento seja apresentado às regras oficiais para comparar com a sua e o grau de complexidade, possibilidades.
Outro aspecto a ser discutido e pesquisado é a importância do reutilização ou reaproveitamento de material considerado sucata e até mesmo lixo.
Discutir com os alunos a organização de uma exposição, palestra, congresso, torneio etc.
Outra possibilidade importante é a organização de grupos de alunos para um trabalho junto à sua comunidade usando os tabuleiros e peças produzidos por eles próprios. Neste projeto a comunidade poderá ser orientada para a produção de peças e tabuleiros de forma artesanal e comercializá-los em feiras comunitárias. Desta forma estaremos gerando uma fonte de renda.
O aluno poderá produzir tabuleiros e peças gigantes para exibições públicas, seja na escola ou fora dela.

Pós-Produção (Depois)

3. A realização de exposição, palestra, debate, conferência, congresso, com a organização da comunidade escolar e com a participação direta aluno nestes eventos, não apenas como espectador, mas como fonte de informação (palestrante, debatedor, mediador etc.). Estes eventos deverão ser abertos à comunidade escolar, autoridades educacionais, à comunidade em geral, imprensa, integrado com outras unidades escolares públicas ou privadas, entre outras possibilidades.
O jogo de xadrez poderá ser levado à instituições como asilos, hospitais, creches, orfanatos, com o aluno ensinado e jogando com as pessoal destas comunidades.

PROCESSO (FASE A)
Tenha todos os materiais em mãos antes de iniciar o trabalho.

1. O nosso jogo será produzido com imagens (Clip-arts) de computador criados pelo responsável deste Portal.

2. Nota: Forma livre, não há proporção. Peças em tamanhos variados  de acordo com a figura ao lado ( unidade de medida utilizada é o cm).

3. A medida da largura é de 3 cm para todas as peças exceto o Peão que é de 2,6 cm.

4. É importante que o aluno use esquadros e régua, ou ainda, compasso para a planificação da peça. Distribuir a planificação impressa apenas para crianças muito pequenas, permitindo o recorte. Os demais deverão trabalhar com esquadros e régua.

5. Mudam apenas as medidas "A" e "D".

6. Mudam apenas as medidas "A" e "D".

7. Aguardar a secagem antes de colar a figura. A montagem é igual para todas as peças, só o tamanho delas é que variará. Pintar 16 peças com em preto e as outras 16 em branco ou usar duas cores contrastantes. Cada lado possui 1 rei, 1 Rainha, 2 Bispos, 2 Cavalos, 2 Torres e 8 Peões.


8. No item dois a quantidade total de peças, sendo que cada lado possui: 1 rei, 1 Rainha, 2 Bispos, 2 Cavalos, 2 Torres e 8 Peões. Após a colagem e secagem é possível cobrir a peça com plástico adesivo transparente e na parte inferior feltro.

1. Rei - Duas peças.
2. Rainha - Duas peças.
3. Bispo - Quatro peças.
4. Cavalo - Quatro peças.
5. Torre - Quatro peças.
6. Peão - Dezesseis peças

Produção do Tabuleiro:

1. Quadricular o papel cartão usando o esquadro e a régua. São 8 x 8 quadrados e cada um deles medindo 4 x 4 cm, perfazendo um total de 64 quadros.

2. Pintar os quadrados alternadamente, um escuro e um claro, como mostra a figura acima.

3. Fica como opção o revestimento com plástico adesivo transparente.

Voltar para o conteúdo