Plastigrafia01A - ArteEducarJun15

Seguindo em frente a 16 anos!
Ir para o conteúdo
Arte > Artes Grárficas > Gravura > Técnicas > Vazado
Plastigrafia - I
Material:
(A relação fornecida abaixo está descrita em partes para facilitar a produção na quantidade que será necessária para o trabalho com os alunos).
Cuidados e Sugestões
(Para que se obtenha bons resultados é necessário alguns cuidados e este quadro tem esta função, pois além dos cuidados com o produto também existe o cuidado com os alunos. Algumas receitas exigem o uso de fogo, produtos químicos, ferramentas elétricas, entre outras possibilidades, e elas poderão causar acidentes).
  1. Saco plástico de arroz de cinco quilos.
  2. Placa de madeira para ser suporte quando da perfuração da matriz. Medida 30x30 cm.
  3. Caixilho de madeira medindo 23 x 21 cm e espessura de 3 cm.
  4. Tesoura.
  5. Papel sulfite.
  6. Régua de aço e de plástico.
  7. Rodo para imprimir de borracha (de silkscreen).
  8. Tinta a Óleo ou tinta para impressão.
  9. Solvente para limpar o rolo.
  10. Prego bem fino e longo (3 cm).
  11. Martelo de sapateiro.
  12. Placa de vidro ou outro material impermeável para espalhar a tinta.
Esta atividade não tem limite de idade para a sua realização.
A embalagem deve ser lavada com detergente e seca em varal por pelo menos 24 horas em local coberto e arejado, mas que não sofra a ação de poeira ou poluição.
Não trabalhar com as carteiras alinhadas em fila, ou seja, não permitir que um aluno fique a frente de outro. Esta atitude poderá evitar acidente.
Cortar a embalagem do arroz lateralmente, pois cada saco gerará duas matrizes.
Fixar as lâminas no caixilho com percevejo.
Não recomendamos grampear.
Orientar o aluno para nunca utilizar o prego na direção do seu corpo ou de um colega.
O uso do prego de aço é mais aconselhável.
O diâmetro do furo poderá variar de acordo com a espessura do prego. Nesse caso, quanto maior o furo, maior será a marca deixada quando da impressão.
Como já foi descrito, nosso objetivo é a reflexão e um trabalho a partir de projeto, por este motivo este item, “Ato Pedagógico” irá descrever uma maneira de trabalhar com a receita disponibilizada a partir de um projeto. 
Pré-produção (Antes)
1. Normalmente as pessoas jogam fora, ou seja, descartam as embalagens plásticas. Na escola pode ser iniciado um trabalho de conscientização ecológica. Esse trabalho envolve o reuso das embalagens plásticas com a impressão em vasado, que denominamos plasticografia. Não é necessário dizer que a pesquisa sobre o material (embalagem), sua fabricação, uso e reuso. Também fazer uma pesquisa sobre sustentabilidade.
Produção (Durante)
2. Nesta segunda etapa, o professor deverá estar atento aos problemas encontrados pelos alunos, principalmente no momento do recorte da área vazada e não apenas responder ou dar a solução, o importante é que o professor valorize o erro como uma etapa a ser vencida e que ele é parte de nossas experiências e vivencias. Iniciar o trabalho linear poderá conduzir a resultados melhores no momento da impressão.
Para que este trabalho de sustentabilidade e ecológico tenha sentido é preciso que ele seja realizado mais de uma vez por semestre, pelo menos três vezes por ano, caso contrário será feito apenas a apresentação de uma técnica de impressão. Como os momentos são diferentes é preciso que o professor também escolha temas ou modelos diferentes e faça uso, por exemplo, de uma excursão.
Durante o trabalho observar com atenção para evitar erros fatais, para isso, conscientize o aluno da importância da concentração e evitar brincadeiras que possam levar a erros.

Pós-Produção (Depois)
3. A discussão, exposição das impressões, participação em debates, seminários, se possível abertos à comunidade escolar ou entre escolas.
Alega-se falta de verba, mas a realização de congressos interescolares trariam grandes possibilidades para a construção do conhecimento.
Pelo menos uma discussão sobre o projeto, bastante crítica, deve ser feita e quando outras novas soluções surgirem deverão ser abertas a novas discussões.
PROCESSO (FASE A)
Tenha todos os materiais em mãos antes de iniciar o trabalho.
O trabalho poderá ser iniciado com ou sem o desenho da forma (letra ou figura) desejada.
1. Com a tesoura cortar lateralmente o saco plástico. Resultando em duas lâminas.
2. Fixar a lâmina ao caixilho com os percevejos deixando-a bem esticada.
3. Repetir o processo para a fixação do lado oposto, mas é preciso esticar bem e uniformemente. Por fim, das laterais.
4. Após fixar o plástico nas quatro laterais, fazer o desenho desejado numa folha de papel sulfite com a mesma medida da matriz.
5. Colocar a placa de madeira sobre a mesa/carteira, o molde sobre ela e fixá-lo com fita adesiva plástica, sem cobrir o desenho, e, por fim, colocar o caixilho sobre o molde.
6. Com martelo e o prego fazer pequenos furos, seguindo as linhas a cada 2 mm.
7. Concluído os furos a matriz já estará pronta para impressão. Basta pegar o rodo e aplicar a tinta sobre a matriz e deslizar o rodo fazendo certa pressão para que a tinta escorra para o suporte e ocorra a cópia.
8. Levantar o caixilho devagar e só então retirar o papel impresso.
9. A cor da tinta poderá ser qualquer uma, inclusive pode-se usar o neutro branco sobre papel preto ou em cor escura.
Voltar para o conteúdo