Petgrafia01A - ArteEducarJun15

Seguindo em frente a 16 anos!
Ir para o conteúdo
Arte > Artes Grárficas > Gravura > Técnicas > Vazado
Petgrafia - I
Material:
(A relação fornecida abaixo está descrita em partes para facilitar a produção na quantidade que será necessária para o trabalho com os alunos).
Cuidados e Sugestões
(Para que se obtenha bons resultados é necessário alguns cuidados e este quadro tem esta função, pois além dos cuidados com o produto também existe o cuidado com os alunos. Algumas receitas exigem o uso de fogo, produtos químicos, ferramentas elétricas, entre outras possibilidades, e elas poderão causar acidentes).
Estilete pequeno e grande.
Tesoura.
Folha de papel sulfite.
Lápis e caneta esferográfica.
Fita crepe.
Régua de aço e de plástico.
Rolo de espuma para pintura de parede.
Tinta a Óleo, Acrílica ou Látex preta.
Solvente para limpar o rolo.
Espátula para espalhar a tinta.
Placa de vidro ou outro material impermeável para espalhar a tinta.
Esta atividade não deve ser feito por crianças muito pequenas, pois o uso de estilete deve ser restrito aos alunos maiores e a escola é quem deve providenciá-los e não os alunos.
Não trabalhar com as carteiras alinhadas em fila, ou seja, não permitir que um aluno fique a frente de outro. Esta atitude poderá evitar acidente.
Cortar as garrafas com a tesoura tirando o fundo e o bico.
Alisar a folha obtida enrolando do lado oposto ao normal.
Nunca realizar a produção de uma matriz em local com iluminação precária.
Orientar o aluno para nunca utilizar o estilete na direção do seu corpo ou de um colega.
Não colocar o dedo na frente da lâmina do estilete.
Como já foi descrito, nosso objetivo é a reflexão e um trabalho a partir de projeto, por este motivo este item, “Ato Pedagógico” irá descrever uma maneira de trabalhar com a receita disponibilizada a partir de um projeto. 
Pré-produção (Antes)
1. Normalmente as pessoas jogam fora, ou seja, descartam as garrafas pet. Na escola pode ser iniciado um trabalho de conscientização ecológica. Esse trabalho envolve o reuso das garrafas plásticas com a impressão em vasado, que denominamos petgrafia. Não é necessário dizer que a pesquisa sobre o material (embalagem), sua fabricação, uso e reuso. Também fazer uma pesquisa sobre sustentabilidade.
Produção (Durante)
2. Nesta segunda etapa, o professor deverá estar atento aos problemas encontrados pelos alunos, principalmente no momento do recorte da área vazada e não apenas responder ou dar a solução, o importante é que o professor valorize o erro como uma etapa a ser vencida e que ele é parte de nossas experiências e vivencias. Iniciar o trabalho linear poderá conduzir a resultados melhores no momento da impressão.
Para que este trabalho de sustentabilidade e ecológico tenha sentido é preciso que ele seja realizado mais de uma vez por semestre, pelo menos três vezes por ano, caso contrário será feito apenas a apresentação de uma técnica de impressão. Como os momentos são diferentes é preciso que o professor também escolha temas ou modelos diferentes e faça uso, por exemplo, de uma excursão.
Durante o trabalho observar com atenção para evitar erros fatais, para isso, conscientize o aluno da importância da concentração e evitar brincadeiras que possam levar a erros.
Pós-Produção (Depois)
3. A discussão, exposição das impressões, participação em debates, seminários, se possível abertos à comunidade escolar ou entre escolas.
Alega-se falta de verba, mas a realização de congressos interescolares trariam grandes possibilidades para a construção do conhecimento.
Pelo menos uma discussão sobre o projeto, bastante crítica, deve ser feita e quando outras novas soluções surgirem deverão ser abertas a novas discussões.
PROCESSO (FASE A)
Tenha todos os materiais em mãos antes de iniciar o trabalho.
O trabalho poderá ser iniciado com ou sem o desenho da forma (letra ou figura) desejada.
1. São vários os tipos e tamanhos dos estiletes, porém todos são muito afiados. Uso exclusivo por parte do professor ou outro adulto quando os alunos forem menores de idade.
2. Com a tesoura ou estilete cortar as extremidades da garrafa. Resultando num tubo.
3. Ainda com a tesoura cortar o tubo para que se obtenha uma folha ou lâmina...
4. Alisar a folha obtida ou lâmina enrolando-a para o lado oposto à sua forma normal.
5. Pegar uma folha de sulfite e escrever ou desenhar as formas desejadas à lápis. Em se tratando de escrita será necessário reforçar com a caneta esferográfica as linhas para que elas sejam vistas do outro lado. As letras terão que ser cheias, como mostrada na figura ao lado. O desenho deverá ser feito invertido para que no momento da impressão esteja do lado desejado na cópia.
6. Note que as letras não possuem a parte interna de suas formas. Antes de recortar é importante que sejam feitas correções nos textos. As correções devem ser feitas primeiro pelo aluno e depois pelo professor.
7. Colocar a folha do desenho sob a lâmina de plástico, fixá-las com a fita crepe e só então começar a recortar com estilete.
8. Sendo a escrita colocar a folha de sulfite invertida para que as letras sejam recortadas ao contrário.
9. O lado que foi cortado deve ficar para cima, pois o outro lado provavelmente possuirá algumas rebarbas. É por este motivo que a folha com texto é invertida.
10. Antes de retirar as fitas que fixam a matriz verificar se tudo está certo e cortado.
11. Preparar o material para impressão. Veja a técnica de impressão em "Prensa & Impressão" no menu ao lado, técnica: Rolo de Pintura.
12. Imagens produzidas pelo autor da Portal, proibido qualquer tipo de uso sem prévia autorização.
Voltar para o conteúdo