Papell01a - ArteEducarJun15

Seguindo em frente a 16 anos!
Ir para o conteúdo
Como Fazer > Massas

MASSA DE PAPEL VELHO I

Material:
(A relação fornecida abaixo está descrita em partes para facilitar a produção na quantidade que será necessária para o trabalho com os alunos).
Cuidados e Sugestões
(Para que se obtenha bons resultados é necessário alguns cuidados e este quadro tem esta função, pois além dos cuidados com o produto também existe o cuidado com os alunos. Algumas receitas exigem o uso de fogo, produtos químicos, ferramentas elétricas, entre outras possibilidades, e elas poderão causar acidentes).
  • Papel velho de jornal, revistas, embrulho, não plastificados ou aluminizados.

  • Balde plástico para água e dissolução do papel.

  • Cola branca - para cada quilo de massa uma garrafinha de 400 ml de cola.

  • Vinagre (para cada quilo de três colheres de sopa), funciona como fungicida e facilita a produção da polpa.

  • Bacia plástica para preparação final da massa.

  • Pano de algodão, branco, para escorrer o excesso de água da massa.

  • Colher de madeira para misturar a massa.

  • Poderá ser trabalhado com alunos a partir do primeiro ano/série até adultos.

  • Não usar bacia ou balde de metal.

  • A cola branca mais indicada é a destinada a colagem de madeira.

  • Opcional: A polpa, após o escorrimento, poderá ser cozida com farinha de trigo e amido de milho.

  • Poderá ser armazenado em geladeira em um saquinho plástico, lacrado!

  • O vinagre branco é o mais indicado.

  • A quantidade de cola branca poderá variar dependendo da qualidade do produto.

Como já foi descrito, nosso objetivo é a reflexão e um trabalho a partir de projeto, por este motivo este item, “Ato Pedagógico” irá descrever uma maneira de trabalhar com a receita disponibilizada a partir de um projeto. 

Pré-produção (Antes)

1. A massa de papel velho além de ser uma ótima opção para o trabalho escolar, também permite o estudo ecológico, do processo industrial para a sua fabricação, produção agrária, sua utilização na nossa sociedade do séc. XXI etc.

Produção (Durante)

2. Nesta etapa, o professor deverá estar atento aos problemas encontrados pelos alunos e não apenas responder ou dar a solução, mas incentivar a pesquisa.
Durante a produção é importante garantir que o aluno não se desiluda por encontrar dificuldade ou cometer erros.
Observar se a preparação da polpa (massa) está seguindo as recomendações básicas de respeito à natureza, como jogar a água da preparação da polpa no esgoto sem ser coada no tecido branco. Uma ótima oportunidade de conscientização do aluno.

Pós-Produção (Depois)

3. A discussão, exposição dos materiais criados, participação em debates, seminários, se possível abertos á comunidade escolar ou entre escolas.
A falta de verba é um problema, mas a realização de congressos interescolares traria grandes possibilidades para a construção do conhecimento.
Pelo menos uma discussão sobre o projeto, bastante crítica, deve ser feita e quando outras novas soluções surgirem deverão ser abertas a novas discussões.

PROCESSO (FASE A)
Tenha todos os materiais em mãos antes de iniciar o trabalho.

1. Picar o papel em pedaços bem pequenos até atingir dois terços do balde.

2. Despejar água limpa até cobrir totalmente o papel.

3. Cobrir o balde com uma peneira ou tecido. Estes permitem a oxigenação do material, mas impedem que insetos cheguem a ele e contaminem a água.

4. A água deverá ser trocada a cada uma hora, coada no tecido branco e então descartada. O papel que ficar no tecido deverá ser recolocado no balde usando a colher de madeira. Importante: evitar colocar as mãos na polpa para que a acidez nela existente interfira na qualidade final do produto. Após a adição da água, mexer com a colher de madeira, a massa movimentando-a. Essa ação facilita a formação da polpa.

5. Durante a noite a troca de água deverá ser suspensa.

6. Repetir esse processo por pelo menos 72 horas. Após a última troca, quando o papel deverá já ter dissolvido, ou seja, se tornado polpa, adicionar o vinagre e misturar muito bem com a colher de madeira. Deixar descansar por mais seis horas.

7. Coar a polpa com o pano branco até que se obtenha apenas a polpa com pouca água. Enrolar o tecido para comprimi-la e retirar o excesso de água.

8. Retirar a polpa do tecido e colocá-la na bacia. Então adicionar a cola branca, aos poucos, até a obtenção de uma massa homogenia e plástica.

9. Opção: Para deixar a massa ainda mais plástica, poderá ser adicionado amido de milho antes da cola branca. Quando a massa estiver homogenia então adicionar a cola branca.

10. Opção: Desejando ter uma massa mais resistente será necessário usar farinha de trigo (+ ou - 100g) e amido de milho (4 colheres de sopa) para cada quilo de massa. Colocar a massa em uma panela, com um pouco de água, sem a cola, adicionar a farinha misturada ao amido aos poucos. Quando a massa estiver densa e homogenia apagar o fogo e aguardar o resfriamento. Então adicionar a cola branca. Esta massa deverá ser consumida no mesmo dia.

11. Agora é só utilizar a massa. Na geladeira a umidade da massa deverá estar úmida o bastante para não ressecar, dentro do saco plástico, e sem a adição da cola branca.

Voltar para o conteúdo