Papelão01a - ArteEducarJun15

Seguindo em frente a 16 anos!
Ir para o conteúdo
Como Fazer > Bonecos

Boneco(a) de Cartolina e Papelão I

MODELO
ABRIR

Material

A relação fornecida abaixo está descrita em partes para facilitar a produção na quantidade que será necessária para o trabalho com os alunos.

Cuidados e Sugestões
Para que se obtenha bons resultados é necessário alguns cuidados e este quadro tem esta função, pois além dos cuidados com o produto também existe o cuidado com os alunos. Algumas receitas exigem o uso de fogo, produtos químicos, ferramentas elétricas, entre outras possibilidades, e elas poderão causar acidentes.

  • Cartolina cortada no tamanho A4 - tamanho do papel sulfite.

  • Papel sulfite branco.

  • Lápis grafite preto.

  • Régua plástica de 30 cm.

  • Caixa de lápis de cor de 6 cores no mínimo, ideal 12 cores.

  • Folha de papel liso nas mais diferentes cores.

  • Tesoura pequena e sem ponta.

  • Cola bastão ou cola branca - a segunda é a mais indicada para alunos maiores.

  • Papelão.

  • Arame ou fio(1) grosso (preto) de cobre - para o suporte e movimento do boneco(a). Este não poderá ser mais grosso que a espessura do papelão.

  • Alicate grande.

  • Para o cabelo poderá usar: linha de crochê, lã, barbante, espuma sintética picada ou não, tecido etc.

  • (1) O fio é composto de uma única barra de cobre. Não confundir com cabo que é formado por um grupo de barras finas de cobre, ou seja, um feixe.


  • Este trabalho poderá ser desenvolvido desde alunos da Pré-escola, de todas as séries do ensino fundamental e do médio.

  • A idéia é o estudo simultâneo da expressão artística, do corpo humano e da história da evolução através das roupas.

  • É interessante que sejam formados grupos de dois alunos, se possível um menino e uma menina.

  • A formação de grupos em pares facilitará a produção das roupas masculinas e femininas.

  • ada par de roupa deverá representar uma época, por esta razão os bonecos iniciais deverão ser representados nus, para representar a Pré-história, até os nossos dias.

  • É interessante que sejam escolhidas épocas marcantes e que os alunos pesquisem as roupas de cada uma delas.

  • O mais interessante é o estudo associando a roupa e a sua função social, seu sentido econômico, a moda e principalmente a proteção do corpo.

  • O trabalho poderá ser até baseado na Bíblia, Antigo e Novo Testamento.

  • Esta primeira proposta visa o estudo das das partes que formam o corpo humano: Cabeça e Pescoço, Tronco, Membros Superiores e Membros Inferiores e as suas respectivas partes.

  • Não estamos propondo que o professor mimeografe o modelo apresentado, mas sim o exponha para que os alunos possam copiá-lo.

  • Desenvolver esta proposta em um projeto é a melhor solução.

  • Esta mesma proposta poderá ser desenvolvida com a criação de bonecos de animais, ou mesmo do ser humano em diversas fase de sua vida.

  • Como a estrutura deste boneco é baseada em figuras geométricas o ato de desenhar é facilitado.

  • Mesmo assim muitas crianças, jovens e adultos terão dificuldade ao desenhar. Esta poderá ser superada com o incentivo do professor no sentido de desafiá-lo.

Como já foi descrito, nosso objetivo é a reflexão e um trabalho a partir de projeto, por este motivo este item, “Ato Pedagógico” irá descrever uma maneira de trabalhar com a receita disponibilizada a partir de um projeto.

Pré-produção (Antes)

1. Este boneco é parte de um estudo que envolve múltiplos.conhecimentos e conseqüentemente várias disciplinas, por esta razão é importante que o aluno tenha conhecimento destas possibilidades para que ele possa realmente entender o motivo deste trabalho.
Neste momento é importante que o aluno já tenha conhecimento das partes do corpo humano e que ele possa ter pesquisado as funções de cada uma delas.
O professor como participante deverá se integrar e fazer parte do processo de solução para cada dificuldade apresentada pelo aluno (não se trata de dar respostas ou soluções), mas gerar soluções através de questionamentos e da problematização.

Produção (Durante)

2. Enquanto o aluno desenha as figuras é interessante que o professor faça observações a respeito de cada uma das partes e a semelhança entre aquelas que se repetem, mas que estão em posição diferente, por exemplo os membros.
Não permitir brincadeiras maliciosas e indesejáveis, não com bronca, mas com esclarecimento e desenvoltura. É desta maneira que o aluno terá consciência que o corpo humano é uma natural e não um mero objeto, por isso merece ser respeitado.

Pós-Produção (Depois)

3. Realizar apresentações explicando o processo de confecção dos bonecos, as partes do corpo humano, fazendo dramatização ou até mesmo produzindo animações ou vídeos, fotografia, jogos, gincana etc. Fazer exposição dos trabalhos.

PROCESSO (FASE A)

1. Dividir a folha de cartolina, no tamanho A4, com auxílio da régua, primeiro em duas partes iguais - como na figura ao lado (1). Em seguida cortar. Dividir mais uma vez a folha (2) e cortar. Serão então quatro partes.

2. Usar o modelo ou fazer seu próprio desenho, mais recomendado, do contorno do corpo masculino e do feminino.

3. Reforçar com o lápis de cor preto ou outra cor o contorno das duas figuras e desenhar os detalhes do corpo referentes ao lado da frente.

4. Pintar o boneco na cor de pele desejada, para isso não fazer marcas fortes. Veja abaixo algumas misturas de cores que permitem chegar à cor da pele no lápis de cor.

5. Desenhar os olhos, orelhas, nariz e boca. Não colocar cabelo e sobrancelhas.

6. Recortar as duas figuras.


7. Após recortar as duas figuras. fazer as seguintes cópias: uma sobre outra cartolina (masculino e feminino) e outras duas sobre o papelão da mesma maneira.


8. Recortar a cartolina, reforçar o contorno, como mostrado no item "3", desenhar os detalhes das costas e, por fim, pintar com a mesma cor usada na parte da frente.


9. Recortar os desenhos do papelão.

10. Cortar um pedaço de papelão na forma de uma espátula um pouco mais largo que as figuras.


11. Pegar uma das peças de papelão e fazer um corte, na espessura do fio ou arame, como no exemplo. O recorte terá o formato de um "T", sendo que a parte superior deste "T" seja mais  larga em função de dobra do arame ou fio.


12. Usando o alicate modelar a parte superior do arame ou fio formando um "T".


13. Medir o arame ou fio para que ele fique aproximadamente 2 mm maior que a figura (abaixo dos pés) e neste ponto dobrar o arame ou fio.


14. Modelar o arame para que seja formada a base de apoio do boneco.

15. Colar as duas partes do papelão e aguardar a secagem.

16. Aplicar cola na área vazada e color o arame ou fio em seu interior.

17. Com o auxílio de um colega ou professor, passar cola no papelão (do lado vazado) e espalhá-la com a espátula de papelão ou cartolina. Cuidado para não deixar áreas com mais ou menos cola.

18. Colar o recorte de cartolina referente àquela parte do boneco (frente ou costas), segurar pressionando a cartolina contra o papelão por uns três minutos e após este tempo, enquanto aguarda a secagem do primeiro repetir o processo para a boneca.

19. Após uns dez minutos de secagem repetir o processo na outra parte dos bonecos. Aguardar a secagem.

20. Recortar uma tira de cartolina na espessura da lateral do boneco(a) bem grande.

21. Colar esta tira contornando toda a lateral do boneco. Repetir o processo com a boneca.

22. Colar os cabelos e as sobrancelhas.

Nota: Os bonecos poderão ter barba e/ou bigode.

Voltar para o conteúdo