O Ensino Religiuoso01a - ArteEducarJun15

Seguindo em frente a 16 anos!
Ir para o conteúdo
Educação > Ensino Religioso
O ENSINO RELIGIOSO - II
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Nov./2013

• A aula de Ensino Religioso poderá se basear nas Escrituras Sagradas para estudar a história do ser humano. Por ela é possível conhecer o oriente, a região entre a Palestina, Israel, Síria, Egito, Grécia e Itália.
• Também é possível fazer um estudo do comportamento humano da época, as condições de vida nos países dominados, o luxo em que viviam os dominadores, a alimentação, meios de transporte, sistema político etc. São muitas as possibilidades de estudo a partir dos dados constantes das Escrituras, seja do Antigo ou do Novo Testamento.
• As Bíblias não são um documento histórico cronológico, mas sim religioso, porém contém muitas informações interessantes sobre localidades, povos, seus líderes, comunidades, monumentos arquitetônicos, entre outras descrições que poderão ser discutidas e analisadas em sala de aula.
• O professor de Ensino Religioso poderá também fazer um grande estudo sobre a arte, a língua falada pelos judeus, o aramaico, pelos gregos, pelos romanos, egípcios etc.
• É possível fazer um estudo mais específico sobre o pão ázimo e o vinho, por exemplo.

01. Quem foram os romanos?
02. O que era o império romano?
03. Por que eles dominaram a Palestina?
04. Quem foi Pilatos?
05. Quem foi Herodes?
06. Quem foram os Apóstolos? Como viviam antes de conhecerem Jesus, durante a vida pública e depois de sua morte?
07. Qual é o valor histórico das Escrituras? Por quê?
08. Quem lucrava com a cobrança de impostos? Apenas os romanos?
09. Quem eram os cobradores de impostos? Como eles viviam?
10. Onde ficam: Nazaré, Belém, Jerusalém, Antioquia e Cafarnaum? Qual a distância entre elas? Identifique-as em um mapa?
11. Qual era o tipo de moradia dos povos judeus pobres?
12. Quem foi Davi? Qual sua ligação com Jesus?
13. Qual era a profissão do Apóstolo Pedro?
14. Como eram feitas as pescarias naquela época? Como eram as embarcações de pesca?
15. Por que a pesca era uma grande fonte de alimentação para o povo judeu?
16. Por que caminho os romanos chegaram à Palestina? Quais eram os meios de transporte? Quanto tempo duravam estas viagens?
17. Quem foi João Batista? Como ele vivia? Qual a sua alimentação? Será que o povo palestino consumia muito mel e tinha o hábito de comer gafanhoto?
18. Quem era o líder romano? Onde ele vivia em Roma? Qual o nome dos imperadores romanos da época de Jesus?

ANTERIORES


O ENSINO RELIGIOSO - I
Por: Vivaldo Armelin Júnior - 2006

• O ensino religioso na escola não visa apenas da formação religiosa em uma religião específica, mas mostra os caminhos apontados por Deus, por meio da leitura da Bíblia, por exemplo, da sua interpretação, e dos caminhos apontados por Cristo. A formação moral, a compaixão, amizade, fraternidade entre outras qualidades.
• A aula envolve o entendimento das diversas religiões, como a Cristã, a Budista, a Maometana e muitas outras. Proporciona o entendimento e a importância do conviver.
• É este o ponto crucial da discussão, a formação do caráter daquele ser humano, que não matará, não roubará, respeitará as diferenças de cor, raça, sociais, bem como as preferências esportivas, profissionais, religiosas etc.
• O professor de Religião tem um papel fundamental nesta formação, a de proporcionar um momento de reflexão, de análise e meditação, onde se contemplará o porque da vida e a relação do homem com a natureza.
• Este professor proporá trabalhos valorizando as boas qualidades humanas, como a solidariedade entre povos para que não haja guerra, briga, destruição em função do dinheiro, gente morrendo de fome ou de doenças infecto-contagiosas.
• Com relação a estas doenças não há aula melhor para preparar o aluno para uma vida saudável, sem o uso de drogas, da promiscuidade sexual (onde a troca de parceiros é constante), a promiscuidade dentro da família (onde pai estupra os próprios filhos; a separação sem pensar no filho; a violência doméstica...), na formação da responsabilidade familiar tanto do homem bem como da mulher (não havendo egoísmo, traição, desrespeito...), na relação familiar ou comunitária (para que a fofoca, calúnia, difamação, não tenham força e não destruam vidas)...
• São muitas as possibilidades, mas infelizmente quase nada é feito pelo poder público e até mesmo pela comunidade escolar neste sentido, por esse motivo sugerimos algumas questões para reflexão.

1. Será que o número de meninas e adolescentes grávidas não diminuiria com uma formação religiosa consciente e responsável?

2. Será que os casamentos não seriam mais duradouros onde os filhos fossem a razão de viver do casal?

3, Será que os interesses egoístas no interior da família e da comunidade não seria menor e menos danoso?

4. Será que os abortos não diminuiriam?

5. Será que a afirmação que a mulher é dona do seu corpo e pode matar o ser que está carregando não cairia em desuso?

6. Será que não seriam mais valorizadas a relação entre homem e mulher?

7. Será que o casamento, não importando a religião, seria apenas entre homem e mulher?

8. Será que o ser humano não concluiria que a família é formada por um homem, uma mulher e filhos, sejam eles naturais ou adotivos?

9. Será que o amor seria o motivo para viver pelo próximo?

10. Será que a violência familiar não seria menor?

11. Será que a violência na escola não seria menor?


12. Será que o relacionamento entre os diferentes povos, culturas e crenças não seriam melhores e toleráveis?

13. Será que o dinheiro deixaria de ser a razão de viver e o meio da exploração humana?

14. Será que o ser humano deixaria de pensar que é dono deste pequeno planeta? Ou que a natureza está apenas a seu serviço?

15. Será que a Fé não está fazendo parte do coração e alma das pessoas?

16. Será que o ensino religioso não está fazendo falta?

Voltar para o conteúdo