Macrofotografia02 - ArteEducarJun15

Seguindo em frente a 16 anos!
Ir para o conteúdo
Registro > Fotográfico

Excursão Pedagógica
Por: Vivaldo armelin Júnior - Mai./15

• O registro durante uma atividade externa ou excursão pedagógica, deverá ser em texto, fotografia, em vídeo, desenho ou pintura, porém não podem ser apenas uma apresentação, mas uma maneira de identificar o que está sendo estudado.
• Quando a atividade for em um museu verificar antes se é permitido fotografar, caso não, utilizar o registro em texto e até desenhos.
• Hoje em dia os celulares possibilitam a fotografia e o vídeo, condição que melhorou e favoreceu o registro durante uma excursão pedagógica.
• O importante no momento das capturas é não fazê-las muito distante do modelo. Nessa situação uma câmera fotográfica digital com zoom óptico é a melhor opção.
• O Instituto Butantan, por exemplo, permite que estudantes façam capturas fotográficas ou em vídeo nos espaços internos e externos desta. Porém muitos alunos, por desinformação, quando no museu ou no viveiro fazem as capturas a mais de um metro de distância entre a câmera e o modelo, as cobras, que estão em viveiros protegidas por um vidro, ou seja não há risco para o aluno.
• Já vi escolas que perderam todas as imagens, pois estas imagens ficaram péssimas pela distância acima referida, acima de um metro. O ideal neste caso é fazer capturas entre cinquenta e trinta centímetros, no entanto, com a evolução dos equipamentos é possível fazer fotografia macro a menos de dez centímetros do animal. Neste ambiente é proibido usar o flash, desligue-o.
• Uma imagem bem próxima permite o estudo do animal, suas escamas, das prezas etc.
• Uma câmera fotográfica com zoom óptico de cinco ou mais vezes permite capturas de animais a uma distância segura. Para a visita de um zoológico, por exemplo, uma câmera com zoom óptico e não digital, acima de 8X, é a ideal.
• Espaços públicos, como, um Horto Florestal, Parque, Reserva florestal aberta a visitação escolar ou até mesmo o jardim da praça de sua cidade poderão favorecer a captura de imagens no modo macro de insetos, plantas, flores, sementes, animais invertebrados, pequenos animais etc.
• Os melhores equipamentos são fabricados pela Canon, Nikon, Samsung, Sony, Olympus, Pentax e Panasonic. As intermediárias são Fujifilm e HP. As compactas simples, portanto de menor qualidade quanto aos recursos e a imagem final, são menos indicadas, como a Tron, Vivitar, Polaroid, Mirage, entre outras.
Importante: O registro deve ser iniciado desde a saída até o retorno, mas ele deve ser feito não durante a viagem. Essa ação evitará que algum dos alunos venha a passar mal.


• Vamos entender um pouco sobre a macrofotografia, um modo de fotografar que permite a obtenção de imagens incríveis bem próxima do objeto fotografado.
• Os equipamentos compactos simples são caracterizados pela ausência de lentes zoom, geralmente oferecem o zoom digital. Estes são extremamente simples e os mais baratos.
• Muitos celulares com câmera fotográfica digital estão nessa categoria.
• Estes equipamentos produzem imagens de baixa qualidade por que seus sensores são muito pequenos e simples. A própria resolução, que define o tamanho e não a qualidade da imagem, são geralmente baixo.
• Estes também oferecem o modo macro, mas que na realidade não o é, pois este modo tem distância focal, no modo macro, entre 50 e 30 cm, distância entre o equipamento e o modelo.
• Nada impede realizar trabalhos nesse modo e equipamento.
• No entanto, os equipamentos compactos intermediários e avançados, geralmente oferecem o modo macro entre 6 e 2 cm de distância focal mínima.
• Nestes é possível a obtenção de imagens detalhadas de muitos objetos pequenos, partes de plantas, trama de tecido, texturas de elementos naturais ou artificiais, entre tantas outras opções.
• Estes equipamentos oferecem zoom entre 3X e até 8X, uma vantagem quando se fotografa insetos e pequenos animais.
• O ideal para a captura das imagens macro é o uso de um tripé, mini tripé ou uma superfície estabilizada.
• Em muitas situações, por falta de luz, pode-se elevar o ISO, mas o ideal é ter um ou dois faroletes de Led, recarregáveis e não de pilha, para iluminar a área fotografada.
• No site FotoMBoé, www.fotomboe.com, voc~e encontrará mais dicas, bem como no Youtube.
• Abaixo alguns exemplos de imagens fotográficas no modo macro.
• Bom trabalho e criação.

• Com essas imagens há material suficiente e diversificado que pode ser trabalhado por qualquer disciplina.
• A projeção em um telão, monitor de Led, LCD ou Plasma, abrirão outras possibilidades de estudo, pois o tamanho da imagem será ampliada.
• As imagens poderão ser impressas em papel e depois projetadas em um episcópio.
• No computador também é possível desenvolver grandes trabalhos, pois é possível ampliá-las e até capturar as imagens ampliadas, para isso basta usar a tecla Print Screen (PrtScr) e depois em um programa visualizador de imagem, como o Irfan View – grátis, ou em um editor de imagem, como o Paint.Net, também grátis, salvar a imagem e até tratar e ou editá-la.

• As imagens acima foram feitas em uma câmera compacta simples.
• É interessante observar, como já foi destacado, que esse tipo de imagem não é "macrofotografia", mas é o que o equipamento oferece.
• Porém, é possível realizar atividades, estudos e análises, usando este modelo de equipamento, bem como as imagens obtidas com celulares, tablets etc.

Estas imagens foram feitas com câmera compacta intermediária e avançada.

Voltar para o conteúdo