Geral01a - ArteEducarJun15

Seguindo em frente a 16 anos!
Ir para o conteúdo
Grupo de Leitura

GRUPO DE LEITURA

Condições e propostas de trabalho


1. Num "Triângulo de Leitura" o mediador poderá estar posicionado em qualquer parte do triângulo.
2. Cada face do triângulo, quando equilátero, deverá ter o mesmo número de alunos.
3. Para o triângulo isósceles, dois lados deverão ter o mesmo número de alunos e o outro variará dependendo do seu tamanho, pois quando for maior, maior será o número de alunos e quando menor, respeita-se a proporção.
4. Para o triângulo escaleno cada lado deverá ter um número proporcional ao seu tamanho. A quantidade de aluno será diferente para cada lado.
5. Atrás de cada grupo, ou seja, do lado externo da figura, será utilizado para a colocação de material para a discussão, problematização, complementação, pesquisa, conclusão e criação. Em outras palavras, cada um dos lados do triângulo haverá uma quantidade de material.
6. O material pode ser um objeto, planta, um alimento, uma fruta, fotografia, pintura, técnica de pintura ou desenho, um vídeo, uma máquina fotográfica, um MP3, um jogo, slides, uma ferramenta, um instrumento musical etc. Todos devem estar associados ao texto.
7. A leitura da escrita deve ser feita utilizando o material disponível simultaneamente ou não.
8. Cantar um conto também é leitura, mesmo que ele não esteja na forma de um texto, portanto uma dramatização em grupo é uma grande proposta.
9. O ambiente, natural ou não, poderá sofrer intervenção para favorecer um maior dinamismo.
10. O ambiente interno ou externo deve ter as mínimas condições necessárias para o desenvolvimento do trabalho. Um ambiente com muita poluição do ar, sonora, visual poderá ser extremamente impróprio se não estiver associado ao tema.
11. As pessoas deverão estar adequadamente posicionadas, ou seja, ter um mínimo de conforto.
12. A leitura de imagens fotográficas pode acontecer usando apenas uma única imagem ou várias contendo a mesma temática.
13. Fotografia em P&B proporciona leitura diferenciada da colorida.
14. Fotografias de revistas e jornais produzem uma leitura integrada, pois estas mídias têm como base os textos e as imagens. Em muitos casos mais imagens do que textos.
15. Uma proposta interessante é realizar o Triângulo de Leitura a partir de uma atividade fora da sala de aula pelo bairro ou comunidade e nela fazer registros fotográficos com uma câmera digital ou celular. Caso tenha um computador em mãos o resultado ainda será melhor.
16. Uma outra possibilidade com imagens fotográficas é baixá-las da internet e visualizadas no próprio computador ou impressas. Diversos sites oferecem imagens interessantes e grátis.
17. Num Triângulo de Leitura o uso da leitura de um vídeo poderá ocorrer a qualquer momento ou integrada à leitura da escrita.
18. Neste caso é recomendado vídeos curtos, no máximo 5 minutos, que também podem ser baixados da internet.
19. Um vídeo ou filme muito longo descaracteriza a atividade e produz desinteresse. Nessa situação perde-se muito no momento da exposição, análise e debate.
20. Vídeos em P&B, antigos ou coloridos produzem interpretações diferenciadas.
21. No caso dos vídeos com legenda a leitura será da imagem e do texto da legenda.
22. Os filmes mudos também produzem grandes resultados. Uma grande ideia para um trabalho nas disciplinas de línguas (Português, Inglês, Espanhol etc.).
23. Os slides show ou apresentações também permitem a leitura de imagens estáticas ou animadas.
24. A criação pelo aluno de slides show ou apresentações também poderá produzir um grande Triângulo de Leitura.
26. Os vídeos de música ou slides show com música favorecem a leitura auditiva.
26. Ouvir música, MP3, CD, Disco, entre outras possibilidades, proporciona a leitura auditiva e caso tenha em mãos a letra, também será possível a leitura da escrita e ainda a leitura do ato de cantar.
27. Gravar em áudio os alunos cantando proporcionará a leitura da letra, do áudio e da interpretação.
28. Uma grande pedida são as entrevistas ou coletas de depoimentos, curtos, de no máximo um minuto.
29. Cobrir os olhos dos alunos e iniciar a leitura de uma história. Durante a leitura disponibilizar para o aluno tatear objetos, alimentos, brinquedos, ferramentas, entre outras possibilidades que tenham uma relação com o texto. O aluno fará a leitura do áudio, do texto e a leitura tátil.
30. A leitura olfativa é rica, por sua característica é necessário ter os olhos cobertos.
31. São muitas as possibilidades para a leitura por meio do paladar. Esta atividade poderá gerar a produção de texto analisando as sensações produzidas por cada sabor.
32. Cada aluno poderá ler uma parte de um texto e em seguida produzir um desenho, pintura, uma escultura, modelação etc.
33. Fazer uso de Histórias em Quadrinhos (HQ) é interessantíssimo.
34. As HQ são ricas em possibilidade de leitura e elas poderão ocorrer nos e-livros (livros eletrônicos), Fanzines, vídeo HQ etc.
35. Produzir slides com os quadrinhos de HQ favorece uma leitura coletiva. O trabalho de análise e debate poderá ser individualizado.
36. Leitura de receitas integradas a imagens em vídeo ou fotográficas. Nessa mesma atividade poderá ocorrer durante a leitura da receita, a leitura pelo paladar.
37. Por sinal, a leitura envolvendo receitas favorecem a integração com outras formas de leitura, como: a visual, olfativa, paladar, tato e até auditiva.
38. Uma outra proposta interessante é um Triângulo de Leitura com chá. Nessa proposta é indicado a disponibilização de vários tipos de chá, por exemplo: chá-mate, erva doce, camomila, morango... Todos encontrados em supermercados ou mercadinhos. Não usar chá medicinal.
39. A leitura poderá ocorrer em conjunto com sucos de frutas, por exemplo: limão, laranja, caju, melão, melancia, caldo de cana (garapa), uva etc.
40. Utilizar pequenos vídeos de noticiários televisivos além de proporcionar a leitura auditiva e visual, também favorecerá um grande debate sobre o assunto abordado naquela notícia.

Voltar para o conteúdo