Fototeca01a - ArteEducarJun15

Seguindo em frente a 16 anos!
Ir para o conteúdo
Meios de Comunicação > Coleção Midiática

Coleção

— Quando é alguém comenta sobre uma fototeca a primeira associação que fazemos se refere a uma coleção de fotografia em cartão. No entanto a fototeca poderá ser composta de imagens obtidas diretamente pela máquina (através da cópia de um negativo ou revelação instantânea), de fotocópia, de recorte de imagens fotográficas de revistas, jornais, livros, panfletos, impressas com o auxílio do computador, fotos digitais impressas ou não etc.

  • Uma fototeca escolar, desde que não haja comercialização ou uso indevido, poderá desde que identificado o autor, fazer uso para estudo sem maiores problemas com os direitos autorais. Elas não poderão ser usadas em publicações, site na Internet, em vídeo quando extraídas de revistas, jornais, livros etc.

  • Em excursões pedagógicas, quando houver registro fotográfico, as imagens obtidas poderão fazer parte da fototeca.

  • No caso das imagens digitais é importante arquivá-las em CD ou DVD, sempre com cópia de segurança. Fazer três cópias é o recomendado, pois uma ficará para consulta e outras duas para arquivo. Caso uma cópia seja danificada será possível fazer outra cópia.

  • Importância:

  • Pouca gente sabe trabalhar com imagem, não por culpa delas, nem por desinteresse, mas pelo fato de não terem sido preparadas para este tipo de trabalho prático. Por isso estaremos disponibilizando outras informações para o aperfeiçoamento do trabalho com imagens estáticas em papel ou digital.


1. Leitura:

  • Para a leitura de uma fotografia é preciso ter algumas informações básicas, do contrário poderemos cair no “achismo”.

  • Ao contrário de um texto, que produz uma imagem mental da situação descrita, a fotografia tem a propriedade de se comunicar de forma diferente por apresentar uma informação direta e visual do objeto/ambiente fotografado. Esta característica traz grande quantidade de informações, mesmo sendo limitada pela visão de quem a produziu. Por este motivo é importante e necessário uma ficha com informações sobre a imagem seja criada e colocada em um arquivo ou a criação de um banco de dados.

  • A imagem, como um texto escrito, tem como propriedade as informações explícitas e as implícitas. As informações explícitas são aquelas que estamos vendo, que está a nossa frente. Por sua vez as informações implícitas são aquelas que exigem maior atenção, pois será necessário uma leitura interpretativa, analítica, conclusiva e crítica.


2. A Sala de Aula:

  • Num trabalho em sala de aula será possível exemplificar muitas situações onde a teoria não consegue produzir grandes resultados por não permitir uma visualização real e imediata. A imagem física (papel) poderá ser projetada com a ajuda de um episcópio e a digital com a ajuda de um projetor multimídia.

  • É importante lembrar que qualquer disciplina poderá obter grandes resultados com a utilização desta mídia.


Nota: Antes de continuarmos é conveniente destacar que as mídias (meios de comunicação) não são meros recursos, elas não são complemento, mas sim um processo de informação, tem uma linguagem própria e produzem uma informação completa permitindo uma interação. Quando dizemos que um projetor de slides, por exemplo, é um recurso audiovisual, estamos limitando esta mídia a um mero auxiliar, complemento e, não uma meio que permite uma interação e resultados próprios. Todas as mídias são uma linguagem e cada uma tem a sua forma de comunicação, características e individualidades, por essa razão não podem ser adotadas como um mero recurso.

  • Por permitir uma interação, a fotografia proporciona uma discussão sobre o tema trabalhado. A visualização de uma seqüência de imagens com certeza ampliará o desenvolvimento cognitivo por permitir comparações, saber dimensionar, diferenciar, produzir conclusões, permitir a criação, e muito mais.

  • A fotografia favorece, como dito acima, a interação, pois com a reprodução da imagem (em papel ou digital) é possível editar, modificar, ampliar, compor, recortar, converter etc.

  • Este meio de comunicação é de grande importância para o trabalho escolar em todos os processos, seja ele com crianças, nas fases pré-escolares, durante os cursos: fundamental, médio e universitário.

  • Nunca podemos desprezar uma imagem, seja ela pequena, média ou grande, por ser possível: ampliá-la (usando, por exemplo, o episcópio, projetor de slides, projetor multimídia etc.), que permitirá maior detalhamento e aprimoramento quando do estudo; também a redução de seu tamanho fotografando, com uma máquina digital ou convencional, e depois realizar um trabalho mais específico.


3. Como identificar:

  • Primeiro passo é coletar as imagens juntamente com os alunos, sempre fazendo anotações sobre elas, como:

a. Nome de quem a produziu (fotógrafo, revista, jornal, livro, ou até mesmo um parente do aluno, o próprio, o professor, etc.).
b. Local, objeto, produto, situação, acontecimento, pessoa que é retratada etc. Estas informações deverão ser resumidas, mas de maneira que possibilitem a identificação mais precisa possível, e também uma descrição. Se a imagem é de um vaso indígena será necessário identificar a tribo que o produziu, a data, a sua finalidade, de que material foi produzido, tipo de decoração ou pintura se houver etc. Quando colocamos apenas vaso indígena dará a impressão ao aluno que toda tribo produz vaso daquela maneira e formato.
c. Data da produção ou da publicação. O ideal é aparecer pelo menos o mês e o ano.
d. Se é o original, uma fotocópia, impressa em computador, em cor ou P&B etc.

Clicar no link para ver exemplos exemplos de siglas.
VER
:

• A etiqueta a ser colada no verso do cartão ou o catálogo do banco de dados deverão conter o código registrados da seguinte maneira, por exemplo:
a. Indústria, cor positivo, Jonas Maria Lima (nome fictício), 1988


Id.CP.jml.0001.988

b. Trânsito, preto & branco negativo, sem identificação do autor, 1957

Ts.PBN.ni.0018.957

c. Teatro, cor positivo digital, Paulo Bracoe (nome fictício), 1880

Te.CP-Dg.pbr.0281.880

Voltar para o conteúdo