Foto-Vídeo01 - ArteEducarJun15

Seguindo em frente a 16 anos!
Ir para o conteúdo
Excursão > O registro
Cláudio Pastro (Artista Plástico)
• Um grande artista sacro de nossos dias é pouco estudado nas escolas, ele se chama Cláudio Pastro, nascido em São Paulo, 16 de outubro de 1948 - e falecido em São Paulo, 19 de outubro de 2016.
• O interessante é que lá fora está presente nos estudos, no Brasil não. É o responsável pela decoração em azulejaria e pinturas no interior da Basílica Nacional de Aparecida, em Aparecida - SP. Não estamos sugerindo converter alunos que não sejam católicos, mas sim para estudar este expoente da arte brasileira de nossos dias. Por essa razão, disponibilizamos três imagens que mostram seu trabalho.
• Uma excursão a Aparecida - SP possibilitará visitar a Basílica Nova, mas se esta viagem foi impossível, é possível estudá-lo buscando informações e imagens das obras deste gênio das Artes Plásticas de nossos dias.
• É possível fazer um grande trabalho, não apenas de releitura, mas de leitura de suas obras, sua importância e como foram produzidas, também um estudo sobre a azulejaria.
• Ele possui livros publicados e tem na internet muitas páginas com seus trabalhos, até no Wikipédia e YouTube. Basta procurar!
• No site de aparecida, www.a12.com, tem sua biografia e descrição sobre suas obras.
 • Bom trabalho!
 Santana de Parnaíba - SP
• É muito interessante o que ocorre comumente em uma excursão pedagógica quando do registro fotográfico e ou de vídeo, trata-se de um “erro”, talvez por distração ou até mesmo desconhecimento por parte do professor.
• Para esta sugestão e orientação usaremos imagens do Museu “Casa Anhanguera”, em Santana de Parnaíba – SP, onde morou o bandeirante Anhanguera e sua esposa Suzana Dias, esta é considerada fundadora daquela cidade.
• Os planos é o principal elemento para um bom registro fotográfico durante uma excursão pedagógica, é obvio que outras condições são fundamentais, como o enquadramento, composição, não tremer, deixar em foco, a iluminação etc. Porém, os planos determinam mais facilmente o que deve ser estudado durante e principalmente depois da excursão, já em sala de aula, durante um seminário, exibição das fotos/vídeo etc.
• Os planos abertos são importantes, mas os detalhes permitem um estudo mais profundo sobre a história daquela edificação, do exemplo, e ter uma análise mais precisa sobre a construção (taipa-de-pilão e pau-a-pique), o tipo de tinta, telha (feitas nas coxas), portas e janelas, espessura das paredes externas, entre outras possibilidades. Por essa razão, os planos médios – mais próximos - mas ainda um tanto abertos, e os planos fechados – detalhe, abrem a possibilidade de outros estudos, ou seja, à inter-relação de conteúdos e até à interdisciplinaridade.
• As fotografias abaixo exemplificam o que foi descrito acima, não fizemos, mas poderiam ser feitas capturas bem próximas dos batentes, da espessura das paredes, de um trinco ou fechadura, do piso...
• Com as informações pesquisadas antes da excursão pedagógica e durante é possível produzir um slides show, uma apresentação, converter as fotografia em vídeo e inserir áudio dublado, produzir um com fotos e o vídeo produzido no local da excursão.
• Verificar se o local pode ser fotografado e evitar o uso do flash em locais com pinturas, azulejos, áreas douradas etc.
• Esta imagem, acima e à esquerda, está em um plano geral, ou seja, é uma imagem descritiva, pois apresenta o local onde a casa de Suzana Dias está localizada. O mesmo acontece com a segunda imagem, acima e à direita, que exibe a rua lateral à casa e a praça.
• A imagem acima e à esquerda é dos fundos do museu e seu quintal, também em plano geral. Já a imagem acima e à direita é um plano mais fechado, pois exibe apenas a fachada do imóvel.
• As duas imagens acima são de detalhes, como já descrito, poderiam ser mais próximas, mas nelas é possível fazer um estudo mais detalhado do imóvel e sua história.
• Boa excursão e bom trabalho!
Voltar para o conteúdo