Escrito01 - ArteEducarJun15

Seguindo em frente a 16 anos!
Ir para o conteúdo
Registro > Textos Curtos
Trabalho Escolar - I
Por: Vivaldo Armelin Júnior - 2016
  • É muito importante fazer o registro fotográfico de trabalhos em planos e ângulos diferentes. Quando todos os trabalhos são fotografados em um mesmo plano, por exemplo, Plano Geral, e um mesmo ângulo, por exemplo, frontal, a sequência será monótona tanto para todos aqueles e aquelas que as observarão. Nesses casos as pessoas veem a primeira, a segunda, no máximo a terceira e começam a se dispersar, ou seja, prestar a atenção em outra coisa, como passar a falar de outro assunto.

  • Quando no ato de fotografar são variados os planos e ângulos o expectador verá com outros olhos a sequência, pois as fotos prenderão os manterão atentos.

  • Trata-se de um trabalho que envolverá a inter-relação de conteúdos e também a interdisciplinaridade. Pode-se trabalhar medidas, distâncias, ângulos, proporções, tudo isso e muito mais na disciplina de Matemática. Uma oportunidade de se contar uma história, baseada em fatos reais ou não, para a disciplina de Português ou Língua Estrangeira. Ao se criar uma história poderá ser indicado o local, a época, alimentação, meio ambiente ou habitat, entre outras possibilidades, todas informações que poderão ser trabalhadas por todas as disciplinas escolares, seja elas da Pré-escola, Fundamental I ou II, Ensino Médio e até Universitário.

  • Foi usada para este trabalho a Canon A810, uma câmera compacta intermediária que permite fazer imagens em macro a uma distância mínima de cinco cm do modelo, tem resolução máxima de 16 MP, um sensor bom, em torno de 7 mm diagonalmente, fácil de ser utilizada e relativamente barata.


  • Sugestão de trabalho: 1. Criar uma apresentação. 2. Produzir uma animação. 3. Contar uma história. 3. Fazer exposição. 4. Ensinar os colegas a dobradura. 5. Gravar em vídeo (lembre-se de fazer tomadas curtas em ângulos e planos diferentes). 6. Pintar os bonecos. 7. Fazer um teatro de fantoche de dedo, colocando ou não corpo a essa cabeça.

  • Bom trabalho!


  • Estes bonecos ou fantoches de dedo tem confecção simples e não exigem material caro. Podem ser confeccionados com jornal velho, folha de revista, papel sulfite, cartolina ou papel dobradura. O acabamento poderá ser só com o desenho, mas também com pintura, o importante é lembrar-se de que é um boneco tridimensional, portanto a parte de trás também deverá ser trabalhada.

  • Caso seu equipamento, por exemplo, um celular com câmera fotográfica ou mesmo uma câmera fotográfica digital compacta simples, não possa fazer capturas tão próximas é possível obter imagens em planos mais fechados.

  • Para solucionar esse “problema” basta ter um computador, tablet, notebook ou netbook, um software de edição de imagem, como o Paint.Net, que é grátis (freeware) e realizar recortes. Com o recorte você elimina todas as áreas em excesso em torno do modelo e fecha o plano.

  • A pintura do boneco de dedo deve ser bem forte se com lápis de cor se for fotografar ou gravar em vídeo.

Registro escrito I
Por: Vivaldo Armelin Júnior

• Durante uma excursão pedagógica o registro fotográfico é importante, porém o registro escrito estará melhorando as informações, pois não haverá esquecimento por parte dos alunos.
• Anotar o nome de pessoas e seus cargos, endereços, identificação de um produto, fato histórico, movimento artístico, entre tantas outras possibilidades.
• Não é necessário que todos os alunos o façam, mas é importante selecionar um grupo misto, alunos que não tem dificuldade com a escrita e aqueles que têm dificuldades.
• O registro escrito pode ser feito em um bloco de anotações, caderno, folhas soltas, mas também em um tablet.
• Gravar apenas o áudio poderá levar a dificuldades com a escrita de determinadas palavras, nomes de pessoas, nomes químicos etc.
• O professor deverá acompanhar os registros feitos pelos alunos durante a excursão, mas é importante dar condições para que o aluno seja criativo e observador. A melhor solução é problematizar e não fornecer resposta ou soluções.
• Retornando a escola é fundamental produzir uma apresentação de slides, vídeo com fotos, um e-livro, e-revista, uma e-H.Q. etc.
• Em todas as situações a integração entre os diversos registros favorecerá a construção do conhecimento e o desenvolvimento cognitivo.
• Colher pelo menos dois depoimentos de cada aluno, sejam eles escritos, em áudio e ou vídeo. Estes deverão ser incorporados ao trabalho final.
Importante:
O registro deve ser iniciado desde a saída até o retorno, mas ele não deve ser feito durante a viagem. Essa ação evitará que algum dos alunos venha a passar mal.


 Registro escrito II
Por: Vivaldo Armelin Júnior – Mai/16
 
• Na partida garanta que todo grupo tenha seu bloco de anotações e um lápis ou caneta. O bloco ideal é aquele que não faz volume, tipo de bolso, para que seja possível fazer anotações sem incômodo.
• Este poderá ser montado pelos próprios alunos. É muito fácil! Basta dividir e cortar folhas de papel sulfite em seis partes, usando uma guilhotina ou tesoura. O bloco deverá ter pelo menos 20 folhas. Este poderá ser grampeado ou colado. O fundo deverá ser feito com um papel grosso, como papel cartão ou papelão revestido com papel cartão. A imagem abaixo mostra como deve ser feito.
• Este bloco facilitará não apenas o transporte, mas também o acesso a locais onde exija uma certa segurança.
• O registro simples é o mais indicado, ou seja, é importante evitar registros longos, pois poderá haver perda de informação. O resumo é imprescindível.
• Para evitar brincadeiras é importante que os alunos sejam orientados antes da excursão pedagógica de como usar o bloco e sem apoiá-lo em mesa, balcão, muro...
• Caso tenha um ou mais alunos fazendo registro fotográfico ou até em vídeo, estes deverão ser dispensados do registro escrito, mas deverão estar atentos às explicações e ou informações para que haja relação entre o registro escrito, em vídeo e o fotográfico.
• Placas indicativas, informativas, descritivas, de rua, por exemplo, devem ser anotadas caso tenham uma relação com o tema da excursão pedagógica. Vale lembrar que uma excursão pedagógica só será pedagógica quando for parte de um projeto.
• Cada bloco poderá conter o nome do aluno.

Importante: O registro deve ser iniciado desde a saída até o retorno, mas ele não deve ser feito durante a viagem. Essa ação evitará que algum dos alunos venha a passar mal.


Voltar para o conteúdo