CntHist00 - ArteEducarJun15

Seguindo em frente a 16 anos!
Ir para o conteúdo

CntHist00

Contar História
Contar História 02 - Tema Mundo da Fantasia 01 • Entender o Ato de Contar História 01 • Arquivo PDF
Contar História 02
Por: Vivaldo Armelin Jr. - Fev./20
• O ato de contar história envolve todos os temas possíveis, mas neste texto o destaque é o mundo da fantasia, o mundo da imaginação, o mundo dos sonhos, portanto é importante destacar que o ato de contar histórias com temas de duendes, bruxas, reis, rainhas, príncipes, princesas, entre outros temas, é muito importante para o desenvolvimento da imaginação e do senso crítico. Uma ação que incomoda todo político que só defende a classe alta, a riqueza e o preconceito.
• Contar histórias sobre temas do mundo da fantasia enriquecem o repertório do aluno ou aluna, instiga a criação e composição, portanto todo tipo de leitura e até na escrita. O professor precisa aproveitar esses temas e desenvolvê-los em sala de aula, em atividades externas à escola, por qualquer disciplina e qualquer técnica de contação de história.
• Um bom exemplo a ser explorado são as histórias envolvendo bruxas e desvincular a ideia de que as bruxas são más. Um bom exemplo a ser explorado é a coleção "Bruxa Onilda", dos autores Enric Larreula e Roser Capdevila, Editora Scipione. São histórias belíssimas e interessantes para uma contação de história. Existem outras publicações interessantes envolvendo o tema. Uma boa pesquisa pode levar a histórias interessantes e que possibilitem um belo trabalho e aumente o interesse dos educandos. Bom trabalho!

CONTAR HISTÓRIA

Por: Vivaldo Armelin Jr. Fev./20

• O que é o Site Contar História?

É uma proposta diferente de dar aula e que poderá acontecer de maneiras variadas através do ato expressivo de Contar História. Mas não deve ser a única técnica a ser utilizada.
• Por que deste Site no Portal Arte Educar?
Uma aula tradicional não possibilita ao aluno e também ao professor, uma nova maneira de ver o mundo e o envolvimento no processo, ou seja, um ensina e o outro aprende, não proporcionando uma interação entre ambas as partes. Esta troca poderá ocorrer quando se Conta História, pois haverá um envolvimento e será deixado de lado o ato de um ensinar e o outro aprender, os dois seres humanos (professor e aluno) estarão ensinando e aprendendo e com esta atitude estaremos adentrando no processo ensino/aprendizagem/ensino. Existe neste comprometimento com a busca do saber, um retorno, ou seja, um feedback.
• Esta técnica serve apenas para as disciplinas: Português, Língua Estrangeira, História e Artes?
Não! Os professores destas disciplinas poderão interagir com as demais criando-se um ambiente cooperativo e interdisciplinar, mas cada uma das disciplinas ou áreas poderão utilizar-se desta técnica.
• Por que utilizar esta técnica em Matemática, Ciências, Geografia, Educação Física, entre outras?
Por diversas razões! Ela inova a maneira de dar aula, cria um ambiente cooperativo e não cria uma dependência centrada no professor, como depositário único e incontestável do saber e ou mero transmissor de informação, pois proporcionará a todos (professor e aluno) a busca de informações através da pesquisa, do diálogo, da problematização e da conquista da solução.
• Como dar uma aula contando História?
Esta poderá acontecer de diversas maneiras, apresentadas pelo professor e ou pelo aluno. O referencial para este ato são imagens em cartazes (sobre Obras de Arte, Ciências, Matemática, História etc.), livros, projeção de slides, retroprojeção, projeção com episcópio, imagens ou animações no computador, vídeos, bonecos (de papel machê, dobradura, fantoches, marionetes etc.), objetos de uso diário, alimentos, entre outras soluções.
• Quem conta a História? Apenas o Professor ou um Contador de História?
O(s) contador(es) de História poderá(ão) ser aluno(s), professor(es), convidado(s)  [ator(es), escritor(es)...].
• E o aluno, será que é capaz?
O aluno não só é capaz, mas também será uma forma do professor aprender e melhorar o seu trabalho a partir das experiências (erros/acertos/erros/acertos ou erro/acertos/erro ou ainda, acerto/erro), todas estas possibilidades proporcionam o feedback, a resposta e a solução para a realização de um projeto.
Este tipo de trabalho só dará certo se ele for desenvolvido como um projeto, onde professor e aluno, com a ajuda da comunidade escolar, constroem o conhecimento.
• O ato de contar história será sempre Narrativo ou Descritivo, feito oralmente ou por escrito?
Não, mas estas duas maneiras não poderão ser desprezadas. Elas são recomendadas para iniciar o trabalho, por serem mais comuns, até que o aluno entenda a proposta e possa produzir o próprio material de apoio.
• Que gêneros servem a este fim? Poema, Conto, Crônica, Causo, Romance, Novela, Teatro, Musica?
Os gêneros proporcionam um direcionamento para o trabalho, independente do tema pesquisado, da disciplina ou áreas do conhecimento,  e é uma forma facilitadora da construção do conhecimento por exigir o envolvimento do grupo e despertar a curiosidade, além de tudo isso, eles fazem parte de uma Linguagem Artística e Comunicacional, como é o caso das Artes Plásticas, das Mídias (Rádio, Cinema, Televisão, Vídeo, Fotografia...), Artes Cênicas, Artes Gráficas, Artes Literárias etc.

• Técnica - Contar História I - LER
Voltar para o conteúdo