CartRecorte01a - ArteEducarJun15

Seguindo em frente a 16 anos!
Ir para o conteúdo
Como Fazer > Artesanato

Cartão com Recorte e Colagem I

Material

A relação fornecida abaixo está descrita em partes para facilitar a produção na quantidade que será necessária para o trabalho com os alunos.

Cuidados e Sugestões
Para que se obtenha bons resultados é necessário alguns cuidados e este quadro tem esta função, pois além dos cuidados com o produto também existe o cuidado com os alunos. Algumas receitas exigem o uso de fogo, produtos químicos, ferramentas elétricas, entre outras possibilidades, e elas poderão causar acidentes.

  • Tesoura escolar sem ponta.

  • Papel de várias cores como cartolina, canson etc.

  • Opcional: Caneta Hidrocor, Aquarela, Lápis de Cor etc.


  • Usar papel mais grosso, como os citados, para que seja possível colocar os recortes em pé e com isso, serem expostos.

  • Uma solução barata para a diversidade de cor do papel é a pintura, com tinta aquarela, feita pelos alunos. As cores e tons deverão ser bem claras ou diluídas que é uma característica da aquarela. A gama de cores e tons poderão ser maior que as oferecidas pela indústria. Não usar tinta de cobertura, como: guache, látex, PVA etc.

  • A tinta acrílica poderá ser usada se muito bem diluída o rendimento é bastante grande.

  • Usar pincéis macios, chatos e largos, como os de número 12 ou 14, ou ainda rolinhos de aproximadamente 10 cm.

  • Esta proposta tem a função de treinar a coordenação motora e a percepção visual, por isso, não permita o desenho sobre o papel antes do recorte.

  • O trabalho com recorte permite o desenvolvimento da observação analítica e trará resultados positivos durante o processo de alfabetização e consequente busca pelo saber. Quando o aluno constrói o seu saber através da observação e reprodução ele terá soluções mais fáceis quando defrontar com problemas e buscará soluções mais simples e eficazes. Vale lembrar que este é uma das propostas para que isso seja possível.

  • A princípio usar como modelo objetos que tenham formas simples e após algumas experiências começar a usar modelos mais complexos. Frutas, ovos (de galinha, codorna, pata...), tomate, cenoura, cebola, alho, lápis, caneta esferográfica, bola etc.

  • Cortar o papel em tamanhos diferentes para que tenha a proporção aproximada do modelo e dobrar ao meio (veja a figura).

  • A dobra deverá sempre ser preservada. É ela que manterá o trabalho produzido em pé.

  • O resultado final poderá ser para um trabalho cenográfico: com animais, por exemplo, células, sistema solar, pessoas, veículos e construções... Maquetes, parte de uma fotonovela, vídeo, slides transparentes (filme) ou em apresentações (informática), animações em vídeo ou no computador...

  • Organizar discussões sobre o tema principal e os temas secundários.

PROCESSO (FASE A)

Usamos uma fruta real, um mamão do tipo papaia, como molde, mas poderá ser usada uma fotografia, desenhado a mão livre a partir de observação etc.

1. Para começar este trabalho é importante e necessário que seja demonstrado, na lousa ou outro suporte, como produzir o modelo que o aluno deverá recortar considerando apenas as linhas externas.

2. Formar grupos pequenos e colocar o modelo no centro. É recomendável evitar grupos grandes, com mais de cinco componentes.

3. Pegar o papel que seja mais adequado para o recorte das formas do modelo. Poderá ou não ser respeitada a cor do modelo.

4. Iniciar o recorte pela parte dobrada, mas sem separar as folhas, até a obtenção da forma final.

5. Em se tratando de suporte branco ou outra cor poderá ser pintado com lápis de cor, caneta hidrocor, giz de cera, guache, aquarela etc.

6. Ou até receber outras partes por meio de colagem.

7. Outros exemplos.

Voltar para o conteúdo