Barco a Vela01a - ArteEducarJun15

Seguindo em frente a 16 anos!
Ir para o conteúdo
Papelãografia - I
  1. 3 bandejas de isopor.
  2. Tesoura.
 

• Essa proposta serve para qualquer idade usando uma tesoura sem ponta. Como o isopor é de fácil corte não há a possibilidade de se ferir durante o recorte.
• Em vez dos encaixes é possível usar cola para isopor, mas nesse caso recomendamos para alunos maiores e do final do Fund. I, Fund. II, Ensino Médio e Universitário.
• A cola de isopor demora algum tempo para secar, por essa razão é recomendado passa a cola nas duas áreas a ser coladas, aguardar alguns minutos e só então colá-las.
• O recorte com a tesoura é mais ágil e eficiente, pois bastará preparar os encaixes das peças, porém, existe a possibilidade de se colar as peças encaixadas, garantindo desta maneira um objeto mais resistente.
• Pode-se usar placa de isopor, papelão, madeira, cartolinha, papel cartão, lâmina plástica, embalagem de garrafa pet etc.
Pré-produção (Antes)
• A primeira fase deve ser seguida de uma boa pesquisa, de debate e informação sobre o material utilizado, placa de isopor, papelão, papel cartão etc. Também é importante fazer pesquisa sobre o reaproveitamento de material para experiências em sala de aula. Previamente também fazer uma boa pesquisa sobre como o barco flutua, seu formato, a propulsão à vela, motor elétrico ou com combustível, a remo etc. Uma pesquisa interessante é o das formas das embarcações desde a Pré-história até os nossos dias. Criar o projeto em desenho das peças que serão encaixadas. Não permitir cópia do nosso modelo.
Produção (Durante)
• A primeira fase deve ser seguida de uma boa pesquisa, de debate e informação sobre o material utilizado, placa de isopor, papelão, papel cartão etc. Também é importante fazer pesquisa sobre o reaproveitamento de material para experiências em sala de aula. Previamente também fazer uma boa pesquisa sobre como o barco flutua, seu formato, a propulsão à vela, motor elétrico ou com combustível, a remo etc. Uma pesquisa interessante é o das formas das embarcações desde a Pré-história até os nossos dias. Criar o projeto em desenho das peças que serão encaixadas. Não permitir cópia do nosso modelo.
Pós-Produção (Depois)
• Nesta etapa é importante fazer um exposição com os trabalhos produzidos, fazer experiências, contar histórias, fazer dramatização, dar curso parta os demais alunos ou em instituições para alunos especiais, carentes ou abandonados.
 
O trabalho deverá ser iniciado a partir de um projeto.
• Para iniciar é importante garantir a qualidade das bandejas.
• Cortar com cuidado para não perder a bandeja.
• Após cortar cada uma das peças separe-as.
• Ao cortar as áreas de encaixe, verificar se estes estão do mesmo tamanho, pois caso estejam menores a peça poderá quebrar-se ou soltar-se se mais largos.
• Seguindo o seu projeto, cada aluno deve montar com cuidado sua embarcação.
 
• O modelo da embarcação vai depender do projeto de cada aluno, por essa razão não é recomendável que o professor nessa etapa faça algum tipo de comparação. Esse tipo de análise, nessa etapa deve ser do aluno.
• Com bandejar de cor diferente há a possibilidade de criar embarcações com cores diferentes, como no exemplo, mas caso não as tenha pode-se pintar as peças com tinta artesanal ou específica para isopor.
• Bom trabalho!
Voltar para o conteúdo