Alfab-ArtGráf01 - ArteEducarJun15

Seguindo em frente a 16 anos!
Ir para o conteúdo
Arte > Artes Grárficas > Breve Leitura
Alfabetização e as Artes Gráficas II
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Mar./2015
 
• Era muito comum fazer carimbo com batata durante a alfabetização, uma prática tida na época como facilitadora, mas jogava-se alimento no lixo.
• Existem outros materiais que substituem com eficácia o chuchu, a cenoura e a batata para produzir carimbo.
• Hoje em dia existem uma gama muito grande de opções e todas mais eficazes, por exemplo: EVA; placa de gesso; isopor; rolinho de jornal; palito de fósforo; argila; argila fria (biscuit); entre outras opções.
• O papelão corrugado, pastas velhas do tipo polionda, são outras opções para a produção de carimbo.
• A produção de carimbo é muito importante nas fases iniciais da alfabetização por corrigir o espelhamento na escrita.
• É muito fácil trabalhar com qualquer um destes materiais e melhor ainda, o resultado final é mais durável e que permite um número de cópias.
• A tinta ideal é a tinta a óleo para pintura ou de impressão, mas pode-se usar tinta guache, acrílica, aquarela, PVA, PVC...
• Para evitar roupa suja é possível fazer um avental com saco de lixo de 100 l. Depois de seu uso, caso não o queira mais, estes poderão ser usados para forrar o chão durante uma atividade externa, embrulhar material...

ImportanteAs técnicas da Linguagem Artes Gráficas não são recursos, por possuírem características e necessidades próprias, elas tem a capacidade de comunicação direta e até permitem interação, não como a Linguagem Multimídia, pois essa engloba todas as demais técnicas das Linguagens Artes Plásticas, Cinematográficas, Televisivas, Cênicas, Gráficas, Radiofônicas e das Artes Gráficas também.
Um aparelho elétrico ou eletrônico é um recurso, porém a Linguagem vinculada a ele não, por exemplo, o projetor de slides. Já os slides são uma técnica que propicia a projeção de imagens estáticas, portanto fazem parte de uma Linguagem.
Anteriores
Alfabetização e as Artes Gráficas I
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Dez./2013

• O professor alfabetizador infelizmente é pouco preparado para alfabetizar usando uma das técnicas das Artes.
• Isso acontece com as possibilidades criadas pelas Artes Gráficas. Uma linguagem excelente e eficaz no processo de alfabetização. Como?
• O aluno ou aluna produzirá sua própria matriz e a reproduzirá na sala de aula ou em uma atividade externa, como uma excursão pedagógica.
• Esse trabalho pode ser realizado com matriz feita com palito de sorvete e suporte de papelão rígido, não corrugado, isopor, madeira, compensado etc.
• As letras serão produzidas espelhadas para que durante a impressão elas sejam reproduzidas de maneira adequada.
• Uma excelente solução para resolver o problema do espelhamento.
• Outra solução é produzir carimbo com borracha branca ou verde. Cada borracha terá uma letra. Já apresentamos uma proposta em como fazer.
• Usando palito de churrasco também é possível produzir matrizes de diferentes técnicas de gravação. Uma delas é colando o palito de churrasco para dar forma das letras (espelhadas) sobre papelão rígido ou corrugado.
• A outra possibilidade é a de criar áreas côncavas (ocas) sobre um suporte, como: placa de isopor plana, papelão corrugado ou ondulado, EVA etc.
• Falando em EVA é importante destacar que também é possível produzir matriz com este material e suporte. Poderão ser matrizes em relevo, vazada, em oco ou côncavo etc.
• O papel cartão proporciona grandes resultados e que auxiliarão durante o processo de alfabetização.

ImportanteAs técnicas da Linguagem Artes Gráficas não são recursos, por possuírem características e necessidades próprias, elas tem a capacidade de comunicação direta e até permitem interação, não como a Linguagem Multimídia, pois essa engloba todas as demais técnicas das Linguagens Artes Plásticas, Cinematográficas, Televisivas, Cênicas, Gráficas, Radiofônicas etc.
Um aparelho elétrico ou eletrônico é um recurso, porém a Linguagem vinculada a ele não, por exemplo, o projetor de slides, já os slides são uma técnica de projeção de imagens estáticas, portanto fazem parte de uma Linguagem.
Voltar para o conteúdo