A Ação01 - ArteEducarJun15

Seguindo em frente a 16 anos!
Ir para o conteúdo
Educação > EJA

VÍDEO E DVD NAS AULAS DO EJA I

Tema II - Novo
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Out./14

• Entender e diferenciar o modo de trabalhar com os alunos e alunas do EJA é fundamental para que se obtenha bons resultados.
• O dia a dia do aluno e da aluna desta modalidade educacional é corrido e por essa razão eles tem alguns interesses bem diferentes dos alunos do ensino regular.
• Um problema que deverá ser resolvido pelos professores é a maneira como veem a educação. É muito comum acharem que estão aprendendo apenas quando copiam, explicações, debates, palestras, assistir a vídeos, slides show, entre outras ações e atividades, é para eles perder tempo.
• Esse conceito, como sabemos, é extremamente errado, por essa razão é importante e necessário mesclar atividades e cópias.
• Outro hábito comum é desprezar as disciplinas, como: Arte, Ciências, Geografia, História, Língua Estrangeira e valorizar apenas as disciplinas Matemática e Português.
• Vale lembrar que as Artes são a base para o conhecimento, é dela que surgiu a escrita, o registro, a perpetuação do conhecimento, bem como, a Geografia, História...
• Essas peculiaridades devem ser levadas em conta no momento do planejamento e do trabalho em sala de aula.
• Bom trabalho!
Textos Anteriores
 
Tema I
Por: Vivaldo Armelin Júnior - Out./14

• No EJA, como todo professor que tenha alguma experiência nessa modalidade de ensino já sabe, não pode ter os conteúdos trabalhados da mesma maneira do regular.
 
• Também é preciso conscientizar o aluno que se aprende debatendo, discutindo, questionando, buscando soluções e não apenas copiando.
 
• A maioria dos alunos do EJA consideram a cópia mais importante do que o processo de aprendizagem.
 
• Por essa razão, desenvolver atividades práticas que o leve a pensar é mais importante e fundamental para que este aluno construa seu conhecimento.
 
• Um professor experiente mescla a teoria e a prática, portanto, aqueles que estão iniciando tenham a simplicidade de aprender com os mais velhos.
 
• Não tratar o jovem e o adulto como criança, tê-lo como um ser humano informado e com experiência de vida é fundamental.
 
• E, a partir, de suas experiências (do aluno) desenvolver a teoria em conjunto com a prática. O professor também está construindo o seu próprio conhecimento.
 
• Estas são algumas das condições para que seja possível desenvolver um bom trabalho e leva-los à motivação e o interesse.
Voltar para o conteúdo